Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

Follow by Email

Seguidores

VAMOS TREINAR?

Instagram

Translate

sexta-feira, 20 de maio de 2016

EMAGRECIMENTO RÁPIDO - SISTEMA "Q 48"


  • No Emagrecendo.info  :  Queima de 48 Horas, método criado por Vinicius Possebon(youtube). O programa dele é um plano completo de exercícios 100% HIIT, e comprovadamente é capaz de dar resultados com:
  •  dez minutos por dia, três vezes por semana.


Se você é sedentário ou alguém que já se exercita mas quer fazer HIIT fora da academia


A grande vantagem do Q48 é ser um programa completo, seja você iniciante, intermediário ou avançado

Inclusive, o Q48 para iniciantes funciona muito bem.
Isso significa que você vai ter progressão com exercícios diferentes e dificuldade diferente, para ir evoluindo sempre. 

O Q48 é a escolha ideal para você que quer malhar em casa e não tem muito tempo disponível.

A única desvantagem do Q48 é que ele é um programa pago (apesar de ser possível testá-lo de graça). Por outro lado, ele é bem mais barato que pagar uma academia todo mês, e os resultados são baseados na ciência de ponta do HIIT.

ALGUNS LINKS:

ELIMINAR GORDURA ABDOMINAL:DICA DE OURO

TREINO PARA INICIANTES DE 11 MINUTOS PARA QUEIMA DE GORDURA

BARRIGA CHAPADA EM 4 MINUTOS

TREINO DE 4 MINUTOS PARA QUEIMAR GORDURA

BARRIGA CHAPADA EM 8 SEMANAS

3 MINUTOS POR DIA: QUEIMAR GORDURA

GLÚTEOS TURBINADOS COM SISTEMA Q 48

SECAR BARRIGA EM 5 MINUTOS COM O CRIADOR DO MÉTODO Q48

SECAR BARRIGA  COM CRIADOR DO "Q48" EM 4 MINUTOS

DEFINIR GLÚTEOS E PERNAS EM 4 MINUTOS 

5 MINUTOS PARA ELIMINAR GORDURA 

2 MELHORES EXERCÍCIOS PARA PERDER BARRIGA

PERCA DE 3 A 5 KG EM 7 DIAS

AERÓBIO EM JEJUM "NÃO" EMAGRECE

QUEIMAR GORDURA LOCALIZADA

PERCA PESO SEM DIETAS EXTREMAS

VÍDEO ORIGINAL DO CRIADOR DO MÉTODO Q48

NOVA PERSPECTIVA DE REALIZAR ATIVIDADE FÍSICA COM RESULTADOS MAIS EFICAZES E MENOS ESTRESSANTES QUE VISA O EMAGRECIMENTO!

o treino que irá queimar sua gordura mesmo quando estiver dormindo!

1 anos de resultados em emagrecimento com apenas 8 semanas, sem ficar horas em academia, sem fazer dietas malucas, sem subir numa esteira, sem fazer exercícios monótonos e repetitivos de longa duração. Mais simples e prático para pessoas que precisam de resultados mais rápidos
Da criação à implantação do sistema Q48 + comprometimento com seus resultados, isto é, quantas vezes treinar na semana de acordo com cada nível ou fase.

você realiza exercícios à partir de 2 minutos na segunda-feira às de 20:00 às 20:15 e na quarta-feira estará ainda queimando gordura...Você acionou o gatilho, o piloto automático do emagrecimento. Esse método consiste em 3 fases: iniciante, intermediário, avançado...




quarta-feira, 18 de maio de 2016

O QUE É HIIT?



HIIT é a abreviação de High Intensity Interval Training

termo inglês para Treino Intervalado de Alta Intensidade

o HIIT envolve exercícios aeróbicos realizados em máxima intensidade por um curto 

período de tempo, intercalados com momentos de descanso.

Você pode fazer HIIT com praticamente qualquer tipo de exercício: 

  • calistenia, 
  • corrida, 
  • bike (normal ou ergométrica), 
  • natação, 
  • remada, 
  • batendo no saco de pancadas, 
  • flexões etc...


Qual a vantagem do HIIT? 

Queimar "MAIS" gordura em MENOS tempo!...

Esse tipo de treinamento vem ganhando cada vez mais espaço no Brasil e no mundo por conta de sua versatilidade e eficiência, e está deixando os exercícios aeróbicos tradicionais para trás.

Esqueça, de vez, essa coisa de ficar pedalando a bicicleta ergométrica a um ritmo mais ou menos, por horas e horas. Você pode conseguir resultados em muito menos tempo!

  • Os treinos HIITs são puxados e duros, mas são bem curtos e podem ser bastante variados. 
  • Além disso, os resultados dos treinos de alta intensidade são inegáveis.

8 motivos para praticar HIIT

1) Mais eficiência, treinos mais curtos
Quer resultados de verdade com apenas 15 minutos de treino por dia, três ou quatro vezes por semana?
Os treinos HIITs vão lhe dar isso. Na verdade, há alguns "métodos de HIITs", como o Q48 (vamos falar mais dele a seguir), capazes de produzir resultados em iniciantes com apenas 5 minutos de treino, três vezes por semana.
Isso não é picaretagem nem milagre. Não se iluda, os treinos são puxados de verdade e você precisa estar disposto a suar pra valer. Mas os resultados aparecem de uma forma que você nunca viu.

2) Queima mais gordura
Sim, você COM CERTEZA vai queimar mais gordura com o HIIT, mesmo malhando menos.
Você deve estar se perguntando: como os treinos intervalados de cinco minutos acabam queimando mais gordura do que treinos aeróbicos longos, de meia hora ou mais?
É simples! Os treinos intensos fazem seu corpo continuar queimando calorias e gordura durante o dia, mesmo depois de o treino ter acabado. Você chega a queimar gordura por até 48 horas depois de realizado o treino!

3) Melhora a saúde e a capacidade cardiovascular
A maioria das pessoas não está acostumada a ir fundo nos treinos aeróbicos, a ponto de entrar na zona anaeróbica (aquele momento em que você está tão sem fôlego que não consegue respirar direito, e seu coração bate com tanta força que parece estar a ponto de explodir), mas os treinos HIITs vão levá-lo até lá, e isso é bom!
Diversas pesquisas descobriram que o HIIT aumenta o fôlego para exercícios aeróbicos de longa duração, embora os treinos sejam curtos!

4) Não exige equipamentos
Para fazer um treino HIIT, você não precisa de nenhum equipamento especial, nem fazer nada que já não esteja acostumado.
Correr, nadar, pular corda, bater saco de pancada, saltar na caixa pliométrica, pedalar na ergométrica, fazer exercícios com o peso do corpo… Tudo isso pode ser feito conforme um protocolo HIIT.
Ou seja, você não vai precisar gastar dinheiro nem comprar nada novo para fazer seus treinos intervalados de alta intensidade! E mais: você pode fazer seu treino em casa, no parque, na praia, onde quiser.

5) Perca peso, não músculos
Todo mundo que faz regime ou dieta de emagrecimento sabe que é quase impossível perder peso sem perder massa muscular.
Além disso, os exercícios aeróbicos tradicionais costumam estimular a queima da massa magra, junto com a gordura.
O que os pesquisadores descobriram, no entanto, foi que um treinamento HIIT, combinado com treino de resistência, é capaz de preservar a massa muscular e garantir que a perda de peso venha exclusivamente da queima de gordura!

6) Aumenta o metabolismo
Além de queimar mais gordura e preservar a massa muscular, os treinos intensos chegam a aumentar a produção do HGH (o hormônio do crescimento) em até 450%.
Isso é uma ótima notícia, já que o HGH não é só responsável por aumentar a queima calórica, mas também retarda o envelhecimento.

7) Pode ser feito em qualquer lugar
Os treinos intervalados de alta intensidade podem ser realizados em qualquer lugar e a qualquer hora, graças ao seu formato básico (intensidade máxima, seguida por descanso) e sua curta duração.
Não importa o quanto seu dia seja corrido, sempre é possível encontrar alguns minutos para malhar e garantir que você continue no caminho certo para o ter corpo que deseja.

8) É incrivelmente desafiador
Os treinos HIITs são exigentes e desafiadores.
Você precisa se concentrar e não poderá ler uma revista ou ver televisão, por exemplo, enquanto está malhando. Tudo bem, você vai se cansar, ficar sem fôlego e completamente esgotado, mas o esforço logo passa e o resultado aparecerá rapidamente. Além disso, esse tipo de treino nunca é chato.

Treino HIIT: como fazer?

Não existe um formato obrigatório ou exercícios selecionados para um treinamento intervalado em alta intensidade. O que é obrigatório é intensidade máxima seguida de descanso.

Confira os métodos de HIITs mais comuns da atualidade:

O treino HIIT vai secar seu corpo como nenhum outro!

1) Protocolo Tabata

  • O Método HIIT Tabata é o protocolo de treino intervalado mais famoso hoje. Baseado no trabalho do pesquisador japonês Izumi Tabata realizado com patinadores olímpicos, o Tabata compreende: 
  • 8 ciclos de 20 segundos de atividade em intensidade máxima, seguidos por 10 segundos de descanso.

2) Protocolo Gibala

  • O Método HIIT Gibala do pesquisador canadense Martin Gibala envolve: 
  • 3 minutos de aquecimento, com 8 a 12 ciclos de  60 segundos de exercício em intensidade máxima, seguido de 75 segundos de descanso.
  • Em 2011 Gibala publicou uma versão menos intensa de seu protocolo no Medicine & Science in Sports & Exercise. Essa versão foi criada para ser uma opção mais adequada para pessoas sedentárias, que não se exercitam há mais de um ano.  Ela envolve: 
  • 3 minutos de aquecimento, com 10 ciclos de 60 segundos de exercício intenso (60% da capacidade máxima), seguido de 60 segundos de descanso.

3) Protocolo Timmons

  • O protocolo do pesquisador inglês Jamie Timmons consiste em: 
  • 3 séries de 2 minutos de pedalada suave na ergométrica seguidos por 20 segundos de esforço máximo, realizados três vezes por semana.

Isso dá um total de 21 minutos de exercícios por semana, mais o aquecimento, com resultados comprovados!


  • No Emagrecendo.info  :  Queima de 48 Horas, método criado por Vinicius Possebon(youtube). O programa dele é um plano completo de exercícios 100% HIIT, e comprovadamente é capaz de dar resultados com:
  •  dez minutos por dia, três vezes por semana.

Leia nossa avaliação completa do Q48 aqui.

Programa de exercícios HIIT

Você deve estar achando tudo isso muito bom e está interessado em começar a mandar ver nos treinos HIITs, certo?
Então a pergunta agora é: como começar a treinar com exercícios HIIT?

Treinos

Se você está acostumado a correr ou pedalar na ergométrica, por exemplo, o jeito mais fácil é seguir o protocolo Tabata, Gibala ou Timmons. Teste os três e veja qual é seu preferido.

  • Sugerimos começar com o Tabata. 


  • Faça 4 séries de 20 segundos de pedalada ou corrida em esforço máximo, seguido por 10 segundos de descanso (neste caso ou caminhada ou pedalada em ritmo leve). Você vai ficar surpreso com a facilidade com que vai ficar totalmente esgotado em apenas quatro minutos.


Mas atenção: os exercícios precisam ser feitos em intensidade máxima, esforço total. Não adianta fazer um esforço mais ou menos e achar que está fazendo HIIT, ok? Para ver resultados, é preciso levar a sério a parte da intensidade, não só a do descanso.

Nossa recomendação

Se você é sedentário ou alguém que já se exercita mas quer fazer HIIT fora da academia


A grande vantagem do Q48 é ser um programa completo, seja você iniciante, intermediário ou avançado

Inclusive, o Q48 para iniciantes funciona muito bem.
Isso significa que você vai ter progressão com exercícios diferentes e dificuldade diferente, para ir evoluindo sempre. 

O Q48 é a escolha ideal para você que quer malhar em casa e não tem muito tempo disponível.

A única desvantagem do Q48 é que ele é um programa pago (apesar de ser possível testá-lo de graça). Por outro lado, ele é bem mais barato que pagar uma academia todo mês, e os resultados são baseados na ciência de ponta do HIIT.

ALGUNS LINKS:

ELIMINAR GORDURA ABDOMINAL:DICA DE OURO

TREINO PARA INICIANTES DE 11 MINUTOS PARA QUEIMA DE GORDURA

BARRIGA CHAPADA EM 4 MINUTOS

TREINO DE 4 MINUTOS PARA QUEIMAR GORDURA

BARRIGA CHAPADA EM 8 SEMANAS

3 MINUTOS POR DIA: QUEIMAR GORDURA

GLÚTEOS TURBINADOS COM SISTEMA Q 48

SECAR BARRIGA EM 5 MINUTOS COM O CRIADOR DO MÉTODO Q48

SECAR BARRIGA  COM CRIADOR DO "Q48" EM 4 MINUTOS

DEFINIR GLÚTEOS E PERNAS EM 4 MINUTOS 

VÍDEO ORIGINAL DO CRIADOR DO MÉTODO Q48

NOVA PERSPECTIVA DE REALIZAR ATIVIDADE FÍSICA COM RESULTADOS MAIS EFICAZES E MENOS ESTRESSANTES QUE VISA O EMAGRECIMENTO!

o treino que irá queimar sua gordura mesmo quando estiver dormindo!


1 anos de resultados em emagrecimento com apenas 8 semanas, sem ficar horas em academia, sem fazer dietas malucas, sem subir numa esteira, sem fazer exercícios monótonos e repetitivos de longa duração. Mais simples e prático para pessoas que precisam de resultados mais rápidos
Da criação à implantação do sistema Q48 + comprometimento com seus resultados, isto é, quantas vezes treinar na semana de acordo com cada nível ou fase.

você realiza exercícios à partir de 2 minutos na segunda-feira às de 20:00 às 20:15 e na quarta-feira estará ainda queimando gordura...Você acionou o gatilho, o piloto automático do emagrecimento. Esse método consiste em 3 fases: iniciante, intermediário, avançado...





FATORES HORMONAIS QUE INTERFEREM NA HIPERTROFIA



 O cortisol é um hormônio necessário no processo hipertrófico. 

Os mecanismos que fazem nossas células musculares aumentarem seu volume é fundamental para não cometermos erros crassos na hora de treinar. É óbvio que quem deve dominar este assunto e suas variáveis é seu treinador, mas você enquanto aluno, estando bem informado, facilita o trabalho dele e acaba tendo mais facilidade de entender o porquê de cada estímulo. Sem falar que caso você treine com alguém despreparado, irá perceber isso nas suas práticas e falas, ficando mais fácil não cair na mão de gente despreparada.

Como ocorre a hipertrofia muscular:

Inicialmente a hipertrofia é o aumento do volume celular. Ela não ocorre apenas com as células musculares, mas é uma resposta a determinado estímulo. Ela pode ser aguda ( num pós exercício, por exemplo) ou crônica (quando permanece por mais de 3 dias).

O processo de hipertrofia, segundo BOMPA (2000) está associado à síntese de diversos mecanismos contráteis, relacionado diretamente a componentes celulares. Ainda neste quesito, Bosco (2000) afirma que o dano muscular é um fator muito importante para o processo de hipertrofia. No entanto, ao contrário do que se acreditava há alguns anos atrás, vários outros fatores possuem também papel determinante no aumento da secção transversa das fibras musculares. Acredita-se, que a hipertrofia seja resultado da soma de vários fatores e diversos mecanismos que a estimulam de formas diretas e indiretas. O treino de musculação, quando adequadamente prescrito e executado, pode promover o desenvolvimento de vários destes estímulos. Para uma melhor compreensão eles foram didaticamente divididos em Mecanismos Físicos Intrínsecos (Síntese de DNA, Microlesões, Mecanotransdução (é a tradução de um estímulo tensional (mecânico) em sinais fisiológicos, especialmente as contrações excêntricas que favorecem a mecanotransdução) , Células Satélites além de Alterações na Osmolaridade) e em Fatores Hormonais e Enzimáticos (Hormônio do Crescimento – Gh, IGF-I, Testosterona, Insulina e Miostatina). Além destes mecanismos citados, alguns outros fatores correspondentes ao treinamento de musculação já são reconhecidamente como fatores que interferem diretamente nos resultados do treinamento. Quando falamos em hipertrofia, as repetições excêntricas( que por conseguinte acabam microlesionando mais as fibras), a hipóxia e o óxido nítrico interferem diretamente nos resultados obtidos.

Resumidamente, podemos definir que a hipertrofia muscular ocorre da seguinte forma:

fibra-muscular

O músculo recebe um estímulo ao qual não está adaptado, o que acaba por gerar micro-lesões nas células musculares e miofibrilas. Em resposta a este estímulo, nosso corpo irá aumentar certas substâncias cicatrizantes no sarcoplasma (plasma das células musculares). Este processo de cicatrização, aumenta a síntese de proteínas contráteis a níveis maiores que antes. Com isso, os níveis de síntese acabam por aumentar a secção transversa do músculo esquelético, dando a ele um volume maior. De forma bastante resumida é isto.

É óbvio que este mecanismo é muito mais complexo, mas como já mencionei quem tem que dominar o restante dos aspectos fisiológicos disto é o seu treinador/professor. Sabendo disso, você já fica também por associação sabendo o por que a alimentação (combustível para o processo de estímulo e de reconstrução) e descanso ( período de reconstrução das microlesões) é tão importante.
Leia também o que é Hipertrofia Muscular, Hiperplasia e suas diferenças.

REFERÊNCIAS:
BOMPA, T. & CORNACCHIA, L.S. Treinamento de Força Levado a Sério. Segunda edição. Editora Manole, 2004.

BOSCO, C.; COLLI, R.; BONOMI, R.; VON DUVILLARD, S.P.; VIRU, A. Monitoring strength training: neuromuscular and hormonal profile. Medicine and Science in Sports and Exercise. Vol.32, n1, pp: 13-28, 2000.

CORTISOL/CORTISONA EM EXCESSO

http://educacaofisicaconceitos.blogspot.com.br/2016/05/sindrome-de-cushing.html#links

http://educacaofisicaconceitos.blogspot.com.br/2016/05/fadiga-adrenal-x-atividade-fisica.html

http://educacaofisicaconceitos.blogspot.com.br/2016/05/alimentos-que-aumentam-ou-baixam-o.html

BAIXA TESTOSTERONA


  • DÁ BAIXA RESISTÊNCIA E DIFICULDADE PARA GANHAR MASSA MAGRA








terça-feira, 17 de maio de 2016

SÍNDROME DE CUSHING

CLIQUE NA IMAGEM!

 https://www.abcdasaude.com.br/endocrinologia/sindrome-de-cushing


A síndrome de Cushing consiste em um conjunto de sinais e sintomas provocados pelo excesso do hormonio cortisona (produzido na glândula supra-renal).Esse excesso pode ocorrer devido ao abuso de medicamentos corticóides ou devido à produção exagerada pelo corpo.

Sua maior frequência é vista no sexo feminino,como também é maior sua incidência em populações de alto risco, sendo estimado,por exemplo, que em 2 a 5% dos doentes com diabetes melitus, especialmente aqueles com obesidade e hipertensão arterial, apresentem síndrome de cushing.

O diagnóstico da síndrome de cushing é muitas vezes complicado e desafiador, e geralmente é feito com atraso de 3 a 5 anos,o que demonstra essa real dificuldade.O diagnóstico apresenta grande importância para o paciente,pois a síndrome de Cushing causa complicações metabólicas e cardiovasculares.

Os principais sintomas são: 

aumento de peso, com deposição da gordura no tronco e pescoço,também havendo deposição na região malar ("maçãs do rosto"),afilamento de braços e pernas com diminuição muscular e fraqueza muscular associada a exercícios como caminhar e subir escada, afinamento da pele,que propicia a formação de hematomas, fraqueza, cansaço fácil, nervosismo, insônia, surgimento de pelos,desenvolvimento de diabetes e hipertensão arterial, estrias de cor avermelhada e violeta, pedras nos rins, osteoporose.

O seu tratamento consiste em dois tipos: Caso a síndrome seja relacionada ao uso de medicamentos, é feita a retirada gradual do medicamento, sendo necessária às vezes a modificação do mesmo por outros medicamentos mais naturais. Caso a síndrome seja relacionada à produção corporal excessiva, procura-se cirurgicamente diminuir essa produção, para os parâmetros normais de síntese desse hormônio.

BAIXA TESTOSTERONA X FADICA X DIFICULDADE DE GANHAR MASSA MAGRA X MUSCULAÇÃO






ALIMENTOS QUE AUMENTAM OU BAIXAM O CORTISO, HORMÔNIO DO ESTRESSE X

  • Cortisol é o principal hormônio de estresse no corpo. A Clínica Mayo diz que ele aumenta a quantidade de açúcar, ou glicose, na corrente sanguínea, aumenta a habilidade de usar glicose e ajuda a reparar tecidos. 
  • O cortisol também impacta os sistemas imune, digestivo e reprodutivo, e afeta o processo de crescimento. 
  • Os níveis de cortisol são geralmente mais altos de manhã e mais baixos durante a noite. 
  • Alimentos não contêm cortisol, mas o que você come pode afetar os níveis de cortisol no seu corpo. Confira aqui alimentos que deixam o cortisol alto ou baixo em seu corpo.


Alimentos que Deixam o Cortisol Alto

Os níveis de cortisol respondem rapidamente aos alimentos que comemos. Estudos mostram que o índice glicêmico de um alimento afeta os níveis de cortisol por aproximadamente cinco horas após você comer, e o índice glicêmico reflete como o alimento irá afetar o nível de açúcar no sangue. Alimentos com um índice glicêmico alto deixam os níveis de cortisol alto. Esses alimentos incluem produtos ricos em açúcar e amidos refinados. Pular refeições também podem aumentar os níveis de cortisol. Um nível de cortisol alto à noite pode perturbar o sono.

Alimentos que Deixam o Cortisol Baixo

Se sua meta é reduzir seus níveis de cortisol, procure por alimentos com um índice glicêmico baixo. Boas escolhas incluem ovos, carnes, aves, peixe e vegetais. Se seu dia começa com um nível normal de cortisol, você pode diminuí-lo ao comer alimentos com um índice glicêmico baixo aproximadamente a cada cinco horas. Para prevenir um aumento do cortisol, recomenda-se balancear açúcares e grãos em refeições com proteínas animais. Vegetais tendem a se balancear em termos de índice glicêmico, mas eles não têm um índice baixo o bastante para compensar pelo consumo de grãos.

Fosfatidilserina

Alimentos ricos do nutriente fosfatidilserina – um fosfolipídio que compõe parte das suas membranas celulares – podem baixar seus níveis de cortisol, de acordo com Dave Tuttle, autor do livro “User’s Guide to Sports Nutrients” (Guia do Usuário para Nutrientes Esportivos).
PUBLICIDADE

A fosfatidilserina diminui os níveis de cortisol pós-exercício em até 20%, com menos dores musculares. Entretanto, a fosfatidilserina não mantém o nível de cortisol baixo, e você pode esperar que seu cortisol retorne ao normal dentro de 23 horas. Carnes, feijão branco e soja são boas fontes alimentares desse nutriente.

Vitamina C

Coma muitas frutas e vegetais ricos em vitamina C para evitar um nível de cortisol alto, diz Elizabeth Somer, autora de “The Food and Mood Cookbook: Recipes for Eating Well and Feeling Your Best.” (O Livro de Receitas de Alimentos e Humor: Receitas para Comer e Se Sentir Bem, em tradução livre).
Níveis baixos de vitamina C podem resultar em aumentos no cortisol e um efeito maior de estresse. Muitos alimentos saudáveis são ricos em vitamina C, incluindo brócolis, frutas cítricas, morango e pimenta doce vermelha. Um estudo na edição de janeiro de 2002 da “Psychopharmacology” afirma que quando os participantes receberam vitamina C – 1000 miligramas três vezes ao dia por 14 dias – eles tiveram uma queda na pressão arterial, nos níveis de cortisol e um alívio geral de sintomas de ansiedade. O limite seguro para adultos é de 2000 miligramas por dia, de acordo com o Escritório de Suplementos Alimentares do Instituto Nacional de Saúde. Fale com seu médico antes de usar suplementos de vitamina C.

Alimentos com Baixo Índice Glicêmico

Escolha alimentos com um baixo índice glicêmico – alimentos que são digeridos lentamente e causam elevações menores nos níveis de açúcar no sangue – para diminuir seus níveis de cortisol, aconselha Ali Noor, autor de “Desi Diet and Health Tips: South Asian Healthy Cooking.” (Dieta Desi e Dicas Saudáveis: A Culinária Saudável Sul Asiática, em tradução livre).
O índice glicêmico de um alimento pode influenciar seus níveis de cortisol por cinco horas. Um café da manhã açucarado pode deixar seu cortisol alto e mantê-lo assim durante o dia. Ao invés disso, coma muitas carnes magras, aves, peixes e vegetais. Comece seu dia com esses alimentos e coma mais alimentos com um baixo índice glicêmico a cada três horas para ajudar a manter seu nível de cortisol baixo.

Carboidratos Refinados

Deixe o consumo de alimentos altamente glicêmicos, como frutas e carboidratos refinados, para imediatamente após os exercícios para recuperar a energia e diminuir o cortisol, diz John Ivy, médico, em seu livro “Nutrient Timing: The Future of Sports Nutrition.” (Hora dos Nutrientes: O Futuro da Nutrição Esportiva, em tradução livre).

ARTIGOS COMPLEMENTARES:





O aumento na insulina que você irá experimentar nessa hora ajudará a reduzir os níveis de cortisol e irá promover o processo anabólico, que envolve a criação de músculos e outros tecidos magros.

Considerações Finais

O cortisol, um hormônio produzido pelas suas glândulas supra-renais, te ajuda a controlar o estresse ao promover o uso de glicose, proteína e gordura. O cortisol também oferece efeitos anti-inflamatórios e diminui as reações alérgicas. O excesso de produção de cortisol pode ocorrer como resultado de longos períodos de doença, falta de sono prolongada ou estresse mental ou emocional.
Cortisol demais ao longo do tempo pode causar problemas no equilíbrio normal dessas funções e te torna suscetível a certas condições. Alguns nutrientes podem ajudar a manter seus níveis de cortisol sob controle. Consulte seu médico antes de usar nutrientes para uma condição médica.


LEIAM TAMBÉM:





O excesso de cortisol 

  • aumenta o risco de diabetes, hipertensão arterial e depressão. 
  • Em casos extremos, a Síndrome de Cushing, que causa a atrofia muscular. 
  • Além disso, o hormônio também propicia o acúmulo de gordura abdominal, pois aciona o glicogênio, que vem a ser uma espécie de açúcar guardado no fígado, que vira açúcar quando entra na circulação sanguínea. Como não é utilizado, acaba se depositando no abdômen.


O endocrinologista 

é o profissional hábil para verificar se há excesso desse hormônio no organismo. Neste caso, algumas mudanças na dieta alimentar podem ajudar a equilibrar a situação e promover o emagrecimento. 

O ideal é passar a consumir alimentos ricos em fenilalanina, aminoácido que é precursor da dopamina, o neurotransmissor que promove a recompensa cerebral, levando a pessoa a sentir bem estar e diminuindo a vontade de ingerir gordura e açúcar. 

Frango, ovos, arroz integral, brócolis, abóbora, couve manteiga, agrião e alcachofra são alimentos ricos em fenilalanina.

Soja, oleaginosas, carne, ovos, leite e derivados possuem triptofano, que ajudam a reduzir o estresse. Damasco, amêndoa, leite, salmão, gérmen de trigo e farinha de aveia também ajudam a regular o cortisol.


FADIGA ADRENAL ou FALÊNCIA DAS GLÂNDULAS SUPRA-RENAIS X SINTOMAS X FADIGA

Situações de estresse podem levar a um aumento do hormônio cortisol. Quando se encontra em um nível normal, esse hormônio prepara nosso organismo para enfrentar situações de perigo, já que mantem sob controle a pressão arterial e diminui a queima calórica, poupando energia em caso de risco. O ruim é que o organismo não sabe diferenciar uma situação de risco real, de uma imaginária, e libera o cortisol. Se situações de estresse são constantes, ocorre uma hiperestimulação da produção do hormônio.






FADIGA ADRENAL clinica higashi.jpg

FADIGA ADRENAL/FALÊNCIA DAS SUPRA-RENAIS E SEUS SINTOMAS


Você vai dormir mais cedo, mas acorda cansado mesmo assim. Tira uma folga na segunda-feira para prolongar o fim de semana e quando volta do passeio parece que nem saiu. São sensações características do mau funcionamento da glândula supra-renal. Descoberta há cerca de 10 anos, a fadiga adrenal é considerada a síndrome do século XXI.

O cardiologista Marcos Antônio Natividade, pós-graduado em terapia ortomolecular e mestre em fisiologia do envelhecimento, explica que a supra-renal é a primeira glândula a ser atingida pelo estresse. Ela é responsável por defender o corpo de traumas físicos, incluindo frio, calor e fome.

— Quando a glândula supra-renal está funcionando mal e não está secretando os hormônios que deveria, além do cansaço excessivo, ocorrem infecções e gripes freqüentes, ansiedade, irritabilidade, alterações do sono, baixa libido e ereções não mantidas, tonturas, baixa concentração e memória, apatia, compulsão por doces, salgados, cafeinados e frituras, depressão e medo sem causa aparente — enumera o médico. 

Ainda pouco conhecida, a fadiga adrenal, muitas vezes, é confundida com depressão, pânico, fibromialgia, labirintite, anemia ou palpitações. De acordo com Natividade, quando diagnosticada a disfunção, deve ser feita uma reposição com hormônios biodênticos, que são iguais aos secretados pela glândula supra-renal. Se não tratado, o problema pode desencadear doenças como obesidade, diabetes, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e osteoporose.

Excesso de trabalho, má alimentação, sedentarismo e aborrecimentos são causas que podem induzir à fadiga adrenal. A prevenção está na já conhecida fórmula alimentação saudável aliada a exercícios físicos, além de reservar momentos para o descanso.

— Comer castanhas, verduras, frutas, alimentos integrais e peixes, fazer atividade física três vezes por semana, descansar no mínimo dois finais de semana por mês e tirar 30 dias de férias por ano. Isso é fundamental para se viver com saúde e bem-estar — recomenda o especialista.

FADIGA ADRENAL: UM PROBLEMA MUITO FREQUENTE NO MUNDO MODERNO, MAS POUCO DIAGNOSTICADO 

"Sinto um cansaço insuportável...", "não tenho ânimo de nada!", "perdi a garra de executar trabalhos rotineiros!". Essas são as queixas mais freqüentes que se escuta em qualquer lugar e a todo o momento, caracterizando a possibilidade de Fadiga Adrenal.

Mas, afinal o que significa fadiga?

É por que provoca tantos sintomas e conseqüentemente tantas queixas? A glândula Supra-renal é quem comanda a ação e o movimento do nosso organismo secretando vários hormônios esteróides. O mais importante é o cortiso.
A falência desta glândula provoca sintoma de fadiga e outros relacionados intimamente à repetição do estresse, que acaba se transformando em um estado crônico.
O estado de estresse crônico em sua fase mais avançada ocorre devido a falência parcial da glândula supra-renal, o que provoca a diminuição gradativa do cortisol.
A secreção das glândulas hormonais de maneira geral obedece ao mecanismo de retroalimentação negativa, sistema de "feed back", é através deste sistema que o nível hormonal se equilibra no organismo biológico. O mecanismo desta homeostase hormonal pode danificar com estado de estresse crônico.
É equívoco pensar que as glândulas não respeitam a teoria de desgaste da matéria. Por exemplo, um pensamento representado pela sabedoria oriental pode dizer que: Quem se intitula o "garanhão" no presente, tem grande chance, no futuro, ser candidato a impotente!
Homens e mulheres que abusam do seu organismo no auge da vitalidade, não poupam sua energia vital ou também não limitam seu estresse diário, independente do grupo etário, da classe social e étnica a qual pertençam, podem manifestar a Fadiga Adrenal. 
Este tipo de fadiga, que ocorre devido à queda de cortisol, provoca um grande impacto na qualidade de vida da pessoa, e o aumento da velocidade do seu envelhecimento humano. 
Ocasiona, igualmente, uma quebra no equilíbrio da homeostase da fisiologia do organismo o que acaba afetando uma multiplicidade de órgãos e sistemas, e pode provocar até a morte.

A fadiga adrenal afeta de forma pandêmica a atual civilização, em razão de vários fatores que agregam aos estressores, tais como poluentes químicos, radiações, toxinas de fungos, bactérias, parasitas e vírus e outras ameaças. Tudo isso, dificulta a atividade humana, impedindo, inclusive, que as pessoas continuem produtivas sob o ponto de vista social e econômico. 
A deficiência de cortisol manifesta se comprometendo as relações humanas, afetando comportamento psíquico, dificultando administração de sua própria vida diária. 
A pessoa, antes harmônica, torna-se cada dia mais distraída, confusa, presa a situação crônica de estresse. A cada dia que se passa, manifesta maior irritabilidade, e uma visão negativa da vida; sente-se vitima até mesmo com reações paranóides, torna se acusadora, briguenta, ataca os demais com palavras duras, com uma retórica afiada, como se estiver "os nervos à flor da pele".

Sinais e sintomas de fadiga adrenal: 

Cansaço entre 9-10 horas da manhã, mas resiste em ir para a cama
Necessita de café ou estimulantes para começar o trabalho pela manhã
Ânsia por salgados, gordura e alimentos com alta proteína, como carne e queijo
Aumento dos sintomas da TPM nas mulheres; e menstruação mais intensa 
Dor na parte superior das costas ou no pescoço, sem razão aparente
Sente-se muito melhor quando o estresse é aliviado, como em período de férias prolongado. 
Dificuldades em acordar pela manhã
Episódios recorrentes de confusão mental associado a tonteira
Tendência a ganhar peso e não perdê-lo, especialmente em torno da cintura 
A alta freqüência de contrair a gripe e outras doenças respiratórias e os sintomas tendem a durar mais do que usual.
Tendência a tremer quando esta sob stress e pressão. 
Redução do desejo sexual. 
Tonturas ao levantar de uma posição horizontal. 
Tendência a pressão baixa 
Falta de energia no período da manhã e à tarde, entre 3 a 5 horas. 
Sente-se melhor, por um breve período, depois de uma refeição. 
Aparecimento de lesões alérgicas e auto-imunes na pele como eczemas, urticária, psoríase e etc.
Taquicardia sem causa aparente

Obs.: 

  • o diagnóstico de Fadiga Adrenal somente é realizado por médico após correlação clínica e laboratorial e exclusão de outras patologias. 
  • Os estressores de maior grandeza que provocam a Fadiga Adrenal estão relacionados com a sobrevivência humanos, ao sentimento de ameaça à própria vida e também aos familiares, á separação conjugal e à perda de entes queridos, e à possibilidade de ficar sem empregos etc.
  • A Fadiga Adrenal está associada ainda as várias moléstias crônicas, principalmente enfermidades pulmonares crônicas, doenças auto-imunes, eczemas e outras doenças crônicas da pele. Incluem se ainda outras situações que provocam Fadiga Adrenal, as queimaduras graves, quimioterapia e radioterapia etc.
Sem dúvida, podemos qualificar a Fadiga Adrenal como uma das doenças funcionais que mais afeta a qualidade de vida de uma pessoa na atual civilização e lamentavelmente, sua fisiopatologia ainda não e bem divulgada e nem investigada pela medicina ortodoxa e assim não tem sido investigada ou tratada, porém, há décadas um grupo de cientistas pesquisadores em área de Ortomolecular e Nutrológica têm publicado e divulgado amplamente em congressos e revistas científicas e leigas, assuntos relacionados com a Fadiga adrenal. Quando esta deficiência é diagnosticada e tratada adequadamente, a pessoa se beneficia como se fosse premiada com a "loteria de saúde", porque repor cortisona bioidêntica resgata a qualidade de vida e a vitalidade perdida, como se a pessoa renascesse para a plenitude de outrora. 

REFERENCIAS 
Dr. Tsutomu Higashi - médico ortomolecular e nutrólogo, é membro da equipe e diretor médico da Clínica Higashi e Centro Médico Athenas localizado em Londrina e Rio de Janeiro. Telefone: (21) 34398999 (Rio de Janeiro) ou (43) 33238744 (Londrina).
http://www.ortomoleculardrhigashi.med.br/not%C3%ADcias/55/fadiga-adrenal-um-problema-muito-frequente-no-mundo-moderno-mas-pouco-diagnosticado

CAUCULE SEU IMC-Clique na imagem!

CAUCULE SEU IMC-Clique na imagem!
Índice De Massa Corpórea

Projeto social comunitário, com foco no esporte social!...-CLIQUE NA IMAGEM E CONHEÇA ESSE PROJETO!

Projeto social comunitário, com foco no esporte social!...-CLIQUE NA IMAGEM E CONHEÇA ESSE PROJETO!
FUTEBOL E CIDADANIIA...AJUDEM!

SALVE O PLANETA

SALVE O PLANETA
Preserve o meio-ambiente!...Clique na Imagem!